Ibituruna

Ibituruna
Governador Valadares-MG

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

PISM PROGRAMA DE INGRESSO SELETIVO MISTO

Fique atento!


Existem outras formas de ingresso na Universidade Federal.

Acesse e se informe.

http://www.ufjf.br/antenado/vestibular-e-pism/ 

domingo, 21 de fevereiro de 2016

FICA A DICA

Para aqueles que pretendem prestar concurso uma dica é:

 As Dúvidas de Português mais Comuns em Concursos – Fernando Pestana

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Reiniciar - verbo transitivo direto

Reiniciar a vida, o ano, a rotina. Como estamos na era da informática, eu  me resetei nas férias e estou me reiniciando. Pode parecer engraçado, mas é uma verdade!


Ação ou ato de apagar (desfazer) opções escolhidas ou configuradas, normalmente utilizada dentro da informática para desfazer configurações em um computador o software.
http://www.dicionarioinformal.com.br/resetar/


SONHO AMERICANO

Viver nos Estados Unidos pode representar um ideal para muitos jovens brasileiros. Para você que planeja realizar esse sonho vão aí algumas dicas de quem já sonhou com isso:

1. Não pense que a vida lá é mais fácil do que a vida no Brasil. Não é verdade, pois você vai precisar de muito esforço e trabalho pesado, o que não realizaria no Brasil nem se te pagassem bem por isso.

2. Essa máxima de que imigrantes construíram aquela nação não te dará direitos imediatos de ser um cidadão americano. E mesmo que consiga isso, você é estrangeiro e esse será certamente um rótulo.

3. Estar em um país fazendo turismo não é o mesmo que estar vivendo. Portanto, não se iluda. O que parece bonito em fotos pode não representar a realidade.

4. O país é bem organizado, você deverá seguir muitas regras sociais diferentes das nossas. Ouvir músicas em um volume alto em qualquer situação, até mesmo em uma casa de férias é algo proibido.

5. Você não está em sua pátria, por isso a prioridade de estudos, trabalho e programas governamentais são direcionados apenas aos cidadãos daquela nação. Não se desespere se ao concluir o Ensino Médio não for possível continuar seus estudos. Caso não tenha se tornado um cidadão americano.

6. Aprenda inglês. Eles são extremamente intolerantes com imigrantes e até mesmo com os turistas que não sabem a língua deles. Você acredita que poderá usar um inglês para ser entendido como muitos americanos fazem por aqui? Você sentirá o preconceito linguístico na pele.

7. Se você deseja ter roupas de etiqueta, passeios e carros de luxo. Talvez seja feliz vivenciando o sonho americano. Saiba de uma verdade, essa folguinha que você vive aqui no Brasil não é algo real naquele país. Se você pesquisar condições de trabalho, saúde e moradia vai perceber que nosso país não é tão ruim assim. 

8. Acredite, se você trabalhar 8 horas todos os dias, se organizar e economizar é provável que também seja bem sucedido no Brasil.

Jovem, é possível obter sucesso em nosso país. Para que isso aconteça, você precisará  mudar as suas ideias e sair do seu mundinho de conforto. Dedique-se mais aos estudos e ao trabalho porque nada cairá do céu. Nenhuma conquista surge rapidamente, portanto não desista facilmente. Persista em seus sonhos e eles se realizarão.


terça-feira, 31 de março de 2009

Língua Portuguesa
Olavo Bilac


Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela...

Amo-te assim, desconhecida e obscura,
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela
E o arrolo da saudade e da ternura!

Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

Em que da voz materna ouvi:"meu filho!"
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

segunda-feira, 30 de março de 2009

Mil e uma histórias

Era uma vez uma princesa chamada Sherazade. Todas as noites ela começava uma nova história para tentar enganar seu marido, o rei Persa, que impiedosamente degolava todas as suas esposas quando o dia amanhecia. Na primeira noite a jovem princesa perguntou ao rei se conhecia "O grande Mentecapto", com astucia amarrou-o relatando suas aventuras e desventuras e ao primeiro brilho de luz não disse o que havia acontecido com Viramundo. Curioso, o rei deixou-a viver mais um dia.
Ao anoitecer a bela dama terminou a história, mas logo iniciou as narrações de um povo português conhecido por "Os lusíadas". Antes mesmo que o rei percebesse, já era dia e os feitos dessa longa viagem estavam no ápice. Com inteligência, Sherazade ganhara mais alguns dias de vida.
Agora mais calma, a jovem mulher decidira contar vários clássicos univerais: A Bela Adormecida, Chapeuzinho Vermelho, Rapunzel, Os Sete Anões... ela fez uma longa viagem por este universo maravilhoso.
Então, quando o rei começara a distrair-se e percebera que ela ainda estava viva, Sherazade tratou logo de tecer uma história intrigante, encarando-o com seu olhar de cigana oblíqua e dissumulada, contava do romance de Dom Casmurro e Capitu. Ciúmes ou traição? O sol descortinava pela janela do quarto colorido e misticamente decorado. Mais uma noite se passara... a vida era garantida!
Entre olhares e sussurros o momento era de música, nesta noite, lua cheia, nada melhor do que recitar versos: Mário Quintana, Cecília Meireles, Fernando Pessoa, Álvares de Azevedo, Clarice Lispector, Manuel Bandeira, Vinícius de Morais... e o sonhos vinham, vinham deslumbrados sobre a mente do rei malvado. O dia abria-se em flor quando mais uma vez viva ela ficou e os dias foram se passando...
Na noite posterior, um cortiço a princesa criou , as marcas sociais brasileiras e o comportamento disvirtuoso ela narrou, em um romance inquientante. O rei pasmou-se diante de fatos tão extravagantes e com teima libertava Sherazade de sua sentença.
Diante de tantos fios, Sherazade teve um desatino, seu personagem Rubião sofria de alienação. Mendigando o pão o pobre personagem perambulava com o seu cão. Dias se passando e o rei enfeitiçado desvairava com tais fatos.
Romance e mais romance, estava feita a armadilha: O Mulato, Memórias de um Sargento de Milícias, Memórias Póstumas de Brás Cubas, A Escrava Isaura... agora já se passaram mil e uma histórias. Sherazede, a princesa, hipnotizou o rei com suas narrações fantásticas e com isso conquistou o direito de permanecer viva, ela conquistou a liberdade usando a sua criatividade.

"Falar da nossa língua"

O ato de ler e escrever são práticas que se distanciam da realidade que vivenciamos em nossa rotina. Há uma exigência constante quanto ao domínio da língua culta, tanto na forma escrita quanto oral. Por isto, é necessário refazer nossas práticas pedagógicas no processo de letramento de nossos alunos.
Como educadores sabemos que o ensino da língua portuguesa precisa ser contextualizado, sem se distanciar da vida e da realidade. E objetiva aprimorar nossas práticas pedagógicas e profissional.
Certamente, através do desejo das mudanças e de uma busca interminável do saber encontraremos possibilidades para mudar a realidade atual. E assim, as palavras deixarão de ser pedras no caminho.

Terapia do professor - Karen Katafiasz


"A maior das realizações é passar a vida fazendo o que importa. O ensino é importante."

A abordagem sociointeracionista está embasada nas teorias de quem?